A psicomotricidade é o controle mental sobre a expressão motora, tem por objetivo obter uma organização que pode atender de forma consciente e constante as necessidades do corpo.

Psicomotricidade é a ciência da educação que educa o movimento, ao mesmo tempo em que coloca em jogo as funções da inteligência. A partir desta posição, pode-se ver a relação intrínseca das funções motoras cognitivas e que, também pela afetividade, encaminha o movimento que é o deslocamento de qualquer objeto e na  psicomotricidade o importante não é o movimento do corpo como o de qualquer outro objeto, mas a ação corporal em si, a unidade bio-psicomotora em ação.

Muitas vezes se confunde a psicomotricidade com a educação física das escolas. Por sabermos que ela trabalha os movimentos, devemos nos atentar para alguns detalhes muito significativos, pois a psicomotricidade trabalha os pequenos músculos, ao contrário da educação física que trabalha os grandes músculos.

Podemos citar como exemplo, uma simples dobradura, que trabalha a coordenação motora fina ao mesmo tempo em que prepara para a escrita. Já a educação física tão conhecida nos ambientes escolares, ela trabalha os grandes movimentos, onde, por exemplo, uma criança corre ao mesmo tempo em que chuta uma bola, comprovando assim, a fala inicial deste artigo onde dizemos que a psicomotricidade educa o movimento colocando em jogo as funções da inteligência, ou seja, é o controle mental sobre a expressão motora.

E um componente importantíssimo que não podemos esquecer, é a afetividade. Ela está intimamente ligada ao desenvolvimento motor, daí vemos a ligação entre motricidade e psiquismo.

A meta maior da psicomotricidade é o desenvolvimento psicológico, biológico e social da criança, na medida em que amadurece o sistema nervoso. É estimulando o desenvolvimento psicomotor da criança, que se despertará o raciocínio, a criatividade e a iniciativa.